Livros e as maldições antigas

terça-feira, 27 de outubro de 2009

No tempo dos manuscritos, era costume escrever pragas nos livros, amaldiçoando quem os furtasse. Segue um trecho: "A quem furtar um livro desta biblioteca, que se transforme em uma serpente suas mãos e o subjugue, que seja atacado por paralisia e todos os seus membros sejam amaldiçoados. Que agonize em dor, gritando perdão. Que não haja descanso para sua agonia, até que se afunde na dissolução. Que os bichos de livros roam suas entranhas..." Depois dessa, quem teria coragem de levar a obra para casa?

Curiosidades: maldições. Disponível em: <http://www.ofaj.com.br/curiosidades_conteudo.php?cod=7>. Acesso em: 27 out. 2009.

3 comentários

se eu tivesse visto essa frase no meu primeiro ano, teria pintado na parede da biblioteca lá em Assis (relaxem, a parede lá é pra isso mesmo - usa-se giz) quando o único exemplar do livro - importado - que eu precisava pro meu seminário foi dado como roubado...

viva o google, que me ajudou a achar resumos e pedaços do livro na internet!

27 de outubro de 2009 14:50
Milene disse...

Hahaha... é vero Rodrigo, eu vira e mexe passo por isso tb! E sim galera, nosso paredão é a maior manifestação de cultura dentro do campus... cada frase mais engraçada que a outra! rsrsrs

27 de outubro de 2009 16:06
Anônimo disse...

Sera que maldições exitem

24 de outubro de 2012 17:14

Postar um comentário